Metodologia de Trabalho

Seguimos a risca nossa Metodologia de Trabalho, pois sabemos que todo Projeto precisa ser bem gerenciado e seguido, passo a passo. Bruno Gallo, Diretor TI, Web Developer

Metodologia de Produção Gallo TI™ Web Developer

Produzir websites e uma atividade relativamente complexa. Pode envolver uma gama de profissionais de diversas áreas como arquitetos de informação, programadores, produtores, administradores de sistema, redatores, revisores, profissionais de marketing e consultores, além do Web designer e do cliente.

O Web designer desempenha um papel de extrema importância no grupo e sua responsabilidade não se limita apenas a criar os elementos gráficos, seu trabalho nem sequer começa nesse ponto, mas sim na coleta de materiais e informações, pesquisas, reuniões com o cliente, enfim, ele deve estar envolvido no projeto desde o início.

Todo projeto tem começo, meio e fim. Uma Metodologia de produção auxilia o Web designer a ajudar o usuário, ou seja é ele quem deve compreender e se preocupar com a funcionalidade do projeto, a importância do design, ou co o perfil psicológico do usuário final do website.

Dada a atual complexidade dos websites, é facil que um projeto, que podemos chamar de sistema de informação, falhe. Isso porque várias coisas precisam ser gerenciadas simultaneamente, entre elas:

  • Escopo (tamanho do projeto);
  • Orçamento;
  • Material para conteúdo;
  • Definições de prazos;
  • Funcionalidades do website.

    Uma metodologia deve ser aplicada para ajudar a gerenciar tal complexidade e, para funcionar, ela deve ser consistente, documentada, além de ajustável o suficiente para poder ser reaplicada em outros projetos e rígida o bastante para não permitir atrasos nas etapas. Projetos que seguem metodologias funcionam, pois não “reinventam a roda” toda vez que algo é produzido.

    Não existe uma metodologia consagrada ou à prova de falhas, pois cada projeto põe em teste a validade desta e, consequentemente, oferece uma oportunidade para melhorá-la.

Qualquer planejamento que se preze deve ser dividido em etapas e cada uma destas deve conter atividades e resultados. Com a quebra de um projeto de website em etapas, poderemos criar um plano de atividades.

Repare que etapas e atividades não são a mesma coisa: a etapa é algo maior, que pode vir a englobar várias atividades. Etapas fazem parte de um plano e tudo está sujeito a mudanças o tempo todo, mas, no geral, a metodologia deve conseguir manter o ritmo do projeto, definifndo e separando as etapas de alguma forma. Vejamos um exemplo de etapas de desenvolvimento de website:

  • Análise.
  • Design.
  • Desenvolvimento.
  • Teste.
  • Publicação.

Nesta etapa você deve compreender o cliente, questioná-lo, descobrir suas ambições com o projeto, determinar a melhor maneira de satisfazê-lo e, então, vender-lhe essas soluções.

Antes de criar qualquer coisa, o Webdesign deve sempre ter em mente o usuário final, enquanto define opções estruturais, bases tecnológicas etc. Resumindo, é essencial que o Webdesign tenha a habilidade de compreender os objetivos do cliente e discutir eventuais problemas, limitações ou soluções que dizem respeito ao design, à arquitetura do website e à tecnologia que poderá ser empregada.

Na maior parte das vezes, o cliente tem apenas uma vaga ideia do que deseja e parte do trabalho do Webdesign será transformar essas idéias vagas e sem coesão aparente em algo atingível e válido.

Esta etapa possui muitas atividades, que geralmente se desdobram da seguinte forma:

  • Idéias e solução de problemas;
  • Criação de telas do website;
  • Apresentar telas de conceito;
  • Revisão se necessário;
  • Aprovação o design pelo cliente.

Nesta etapa, o Webdesign trabalha com outros membros do time para traduzir os conceitos definidos na etapa anterior em páginas funcionais. Criam-se os demais elementos gráficos, páginas de estilo (CSS3) e definem-se os Templates (“modelos”) básicos dos quais todo o website derivará.

Esse processo de criar os Templates – ou modelos – básicos de desenvolvimento é um dos pontos a que o Webdesign deve dar atenção especial nesta etapa, pois todo o website deve ter consistência visual. Isso é bom para o usuário que, por exemplo, sempre verá a navegação do website no mesmo lugar; para o Webdesign, que poupará tempo na hora de produzir ou alterar centenas ou milhares de páginas de um website; e para o cliente, que terá um website menos confuso e, portanto, que comunica melhor sua marca ou imagem; enfim, todos ganham.

Websites, em geral, possuem necessidades similares. Por exemplo: uma indústria de alimentos pode ter um website cuja página principal contém um cabeçalho com sua marca, uma navegação principal, um espaço para o conteúdo, um menu lateral de opções e um rodapé.

As demais páginas pouco devem diferir dessa página principal. Imagine uma página exibindo os produtos dessa indústria… logicamente, eles seriam exibidos no local do conteúdo de um website, muito tempo é economizado na produção, manutenção e atualização de grandes quantidades de páginas.

Nesta etapa, a equipe tem a oportunidade de testar todos os elementos do projeto: design, estrutura e funcionalidades, passando pela compatibilidade, em diferentes browsers.

Geralmente, pessoas “normais”, ou melhor pessoas não envolvidas na produção também devem testar o projeto, pois elas podem revelar novos problemas, questionamentos ou soluções sobre os quais ninguém tinha pensado.

Nesta etapa você cliente revisa todo o resultado final, e como você acompanhou todo o projeto desde o início, poucas surpresas devem aparecer, e portanto, poucas mudanças ainda podem precisar ser feitas e podem ser requisitadas por você. Caso essas alterações venham a ser um número considerável, então poderemos vri a cobrar adicionais, uma vez que você tinha revisado e aprovado todas as etapas.

Modificações feitas, cliente satisfeito… é hora do pagamento final do montante combinado e entregamos a você, ou transferimos, o website da maneira que você desejar, (DVD, FTP, etc)

O projeto etá terminado, as correções foram feitas, o cliente aprovou tudo, os arquivos foram transferidos para o servidor, mas o trabalho não termina aqui.

Seu cliente sempre vai querer atualizar o conteúdo ou modificar alguma parte do website, e cabe ao Webdesign – também – oferecer soluções nesse âmbito.

Seu cliente possui alguém responsável por manter o website atualizado? Alguém precisa ser treinado? O projeto contém algum sistema de gerenciamento de conteúdo? Essas e muitas outras questões deverão ser respondidas respeitando o acordo feito entre as partes.

Peça uma consultoria e lhe retornaremos com uma proposta

//]]>
%d blogueiros gostam disto: